Amigos

domingo, 6 de outubro de 2013

Como começou de fato meu Processo de emagrecimento


Foi um ano praticamente tentando, recomeçando, abusando e caindo naquele ciclo "comi o que não devia agora mesmo é que vou comer mais", ou então "só hoje", "mas é aniver de não sei quem", eu sempre tinha várias justificativas para minhas desculpas esfarrapadas e gordas para não alcançar meus objetivos. Até que recebi a ajuda do Daniel Vargas, que já comentei aqui. Prometi pra mim que esta chance seria a última e me pus de coração aberto pra fazer a diferença acontecer.

Essa bendita ajuda, aliada a tudo que eu já vinha fazendo só me deram forças para alcançar aquilo que eu almejava e ainda almejo: EMAGRECER e mais que isso MUDAR HÁBITOS, pois são eles que nos destroem ou reconstroem. Várias vezes fiz dietas e quando emagrecia, me sentindo magra voltava a comer como gorda e logo engordava novamente.

Mas quero falar um pouco sobre o que eu fiz antes de conseguir isso, pois cada passo foi importante, e o maior deles foi querer, e estar disposta às mudanças que precisavam acontecer, pois não me sentia bem comigo, me detestava, odiava comprar roupas, odiava olhar-me no espelho e nas fotos então... As poucas que tenho são sempre me escondendo, ou são só do rosto, porque eram as fotos que mostravam aquilo que eu não queria enxergar.

Eu tenho 2 cadernos de desabafos meus, onde escrevo tudo, meus sentimentos, em relação ao meu peso. Dicas, anoto peso, é uma conversa comigo. Várias vezes era nele que eu me entendia, e aos poucos era este caderno pequeno que me dava forças pra recomeçar...

Com os cadernos...
Consegui entender que minha compulsão alimentar vinha de problemas emocionais. Situações mal resolvidas, eu me envolvia muito nos problemas alheios e sofria com coisas que eu não podia mudar e com isso comia. Tive a oportunidade de fazer terapia, por alguns meses com a melhor terapeuta do mundo a Marília Reginatto Gabriel (ela atende em Porto Alegre). Foram gotas curativas dentro de um consultório diante de uma pessoa querida que me fortaleceram. 

Mas....

por questões financeiras não consegui continuar a terapia, e passei a ter sintomas depressivos, a ficar muitooooo cansada, com sono e eu achei que era da minha rotina com as meninas só em casa, mas como era muito cansaço, resolvi procurar ajuda médica, e foi quando eu descobri que havia desenvolvido após a 2ª gestação o HIPOTIREOIDISMO, que além de outros sintomas ele deixa o metabolismo mais lento. Comecei a tratar isso e também a tomar um antidepressivo leve, pois eu ficava muito irritada com as meninas e depois me sentia culpada, e a medicação me ajudou muito.

Ajustando isso...

Me matriculei na academia em novembro/2012 (pacote de um ano) dos quais eu ia de vez em quando porque me sabotava dizendo que se não era pra ir todos os dias eu não me animava e assim passaram 6 meses de doação pagas à academia porque eu fui raras vezes lá. Não gostava, não me sentia bem, achava um saco. Aí quando ia comia depois que nem uma louca e não adiantava de nada.

Mas...

Com a ajuda do coaching de emagrecimento Daniel Vargas, eu descobri as desculpas que eu dava à mim mesma e decidi mudar, porque eu queria muito isso. Dei-me por conta que antes das minhas filhas e marido, estava eu, deixada de lado.

Comecei a me priorizar para então poder cuidar bem deles. E foi assim que minha transformação começou. Fiz dos meus 30 anos o marco da minha mudança
Mas como eu ia conseguir já que eu gostava tanto de cozinhar? Foi aí que o meu coching, que prefiro chamar de amigo, disse que eu poderia continuar cozinhando, mas coisas mais saudáveis. Meio óbvio, mas eu não aceitava, achava tudo tão sem gosto, mas fui descobrindo novos sabores, novos temperos e mudando...

No próximo post sobre este assunto, vou comentar as mudanças alimentares que fiz na minha rotina e que estão dando resultados. Beijos de uma mãe, uma esposa, uma dona de casa Feliz e se sentindo diva (kkkkk).


4 comentários:

  1. Tá linda, amiga! Quanta inspiração!

    ResponderExcluir
  2. Preciso de suas dicas...aumentei muito o peso...to com raiva de mim por isso, e preciso mudar urgente. Boa semana















































    ResponderExcluir
  3. Super diva, Rita! A cada post sobre o assunto eu fico mais feliz e orgulhosa!
    Parabéns!
    Eu tenho problemas na tireóide também, tenho uma doença que causa a diminuição na produção dos hormônios. Como isso deixa a gente cansada, né? Eu só faltava me arrastar, não tinha pique pra nada. Não sei se isso chegou de fato a alterar meu peso, mas com certeza alterou minha qualidade de vida.
    Já doei muita grana pra academia, em épocas que eu ia, acredite, duas vezes por mês! Que horror!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. tá liiiiiinda!!! que orgulho que tenho de ti menina, tudo fruto do teu esforço! parabens!!!! bjuuus!

    ResponderExcluir

Fico feliz que você esteve aqui! Sinta-se à vontade para deixar registrada esta visita, nem que seja um "Oizinho"!! Bjs que Deus lhe abençoe!